CĂ©dula de Abrantes: 5 centavos

Associação Comercial e Industrial de Abrantes

€25.00

Pedir informação adicional

 
  

No caso de Abrantes, o vereador Manuel Lopes Valente Júnior apresentou, em sessão da Câmara Municipal de dezembro de 1919, a proposta de que a Câmara emitisse 2000$00 em cédulas de um a quatro centavos. Valente Júnior justificava do seguinte modo a sua proposição: “Considerando que a falta de trocos concorre bastante para dificultar grande número de transações comerciais, dando origem até a conflitos pessoais, considerando ainda que muitas casas de negócio têm dado em trocos ao público senhas de um, dois, três e quatro centavos, onde apenas põem um carimbo, armando-se assim em casas bancárias emissoras de papel-moeda […]”. Volvidos dois anos, foi a Associação Comercial de Abrantes que, por proposta do vogal Manuel José Coelho, optou por emitir “[…] cédulas representativas do valor e cinco e dez centavos para facilitar os trocos entre o comércio do concelho que atualmente são difíceis por falta de cédulas da Casa da Moeda”.

Até 1924 tornaram-se comuns os editais da Câmara Municipal de Abrantes a prorrogarem a validade das cédulas por ela emitidas, por prevalecer a escassez de moeda metálica e a dificuldade de trocos. Daqui em diante, iniciou-se o processo inverso de troca das cédulas por dinheiro corrente.

Carimbo de Salgueiro, no verso. Muito usadas. Cor sépia. Tardoz em sépia. Ano: 1921.

 



CĂ©dula de Abrantes: quatro centavos.
Índice de Cédulas de Portugal [MACAU, ANGOLA, MOÇAMBIQUE, TIMOR, S.TOMÉ, CABO VERDE, INDIA, GUINÉ]

Informação adicional sobre:
...
 
Nome
E-Mail
Mensagem

P.f. preencha e envie o formulário - quando esta obra estiver disponível receberá um e-mail automático a dar-lhe conta

Nome

E-Mail